Aranha de tesouras confiscadas em aeroportos americanos

3 Reações Facebook 2 Twitter 1 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- 3 Reações ×

Depois do 11 de Setembro de 2001, o aguçamento das medidas de segurança nos aeroportos norte americanos passou a beirar o absurdo, chegou ao ponto em que líquidos devem ser transportados em sacos plásticos e por aí vai. Uma história pitoresca é a de quando a escritora JK Rowling estava voltando dos EUA para a Inglaterra com o manuscrito ainda inacabado do último livro da saga Harry Potter, o “Death Hollows” (aqui no Brasil: “Relíquias da morte”), e houve um grande impasse já que a escritora queria levar consigo, em mãos, o manuscrito e a segurança do aeroporto não queria deixá-la embarcar…

Objetos pontiagudos hoje em dia então nem se fala, mas muita gente não se toca e termina levando tesouras, que acabam sendo confiscadas pela segurança. Aí entra o artista Christopher Locke, ele comprou um lote de tesouras que haviam sido tomadas de aeroportos para fazer arte. No caso, uma aranha de tesouras.

Na extensão da postagem, estão as fotos do processo feito pelo artista, a descrição é tradução livre do que ele postou.


Ele recebeu o material à granel, sem nenhum tipo de separação.


Ele então as separou por tamanho e qualidade, descartando as vagabundas


Um conjunto de tesouras de barbeiro foram a escolha do artista


As tesouras foram separadas


Um maçarico foi usada para empenar as pernas das tesouras


Um par de “pernas” para a aranha


Os quatro pares de pernas, montados


Ainda os 4 pares montados, e oito hastes para o restante da aranha


Daqui para frente a aranha já está montada

Comentários via Facebook:

comentário(s)